Conecte-se Conosco
 

Cidades

Vídeo: Mulher com bebê no colo tem celular roubado em Ribeirão Preto, SP

Publicado

em




Homem abordou a vítima enquanto ela estava do lado de fora de uma casa e fugiu na garupa da moto do comparsa. Crime foi na tarde desta sexta-feira (9) na zona Oeste. Mulher com bebê no colo tem celular roubado em Ribeirão Preto, SP
Uma mulher com um bebê no colo teve o celular roubado na tarde desta sexta-feira (9) no bairro Vila Tibério, zona Oeste de Ribeirão Preto (SP) (assista no vídeo acima).
Faça parte do canal do g1 Ribeirão e Franca no WhatsApp
Imagens de câmeras de segurança registraram a ação na Rua Epitácio Pessoa, por volta das 14h30. As imagens mostram que a mulher caminha com a criança pela calçada em direção a uma casa .
Dois homens se aproximam em uma moto. O garupa desce e o piloto estaciona alguns metros à frente. Quando a mulher aguarda a abertura da porta de casa, o homem a pé se aproxima e vai para cima dela.
Ladrões roubam celular de mulher com bebê no colo em Ribeirão Preto, SP
Reprodução/Câmeras de segurança
A vítima tenta correr segurando a criança, mas o homem consegue arrancar o celular dela. Ele sobe na moto do comparsa e os dois vão embora.
Desnorteada, a mulher ainda pede ajuda, mas os dois ladrões escapam em direção à Avenida do Café.
Pelas imagens, é possível identificar a placa do veículo. Até o momento, ninguém foi preso.
Câmera registra placa da moto usada por ladrões em Ribeirão Preto, SP
Reprodução/Câmeras de segurança
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão e Franca
Vídeos: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Continue Lendo

Cidades

Mulher é encontrada morta com ferimento no abdômen em distrito de Matão

Publicado

em

Por

Vítima foi identificada como Geny Pereira de Azevedo. Crime aconteceu no domingo (25). Caso foi registrado na delegacia de Matão
Arquivo pessoal
Uma mulher de 41 anos foi encontrada morta no domingo (25), em São Lourenço do Turvo, distrito de Matão (SP). Ela tinha ferimentos provocados por faca no abdômen.
📲 Participe do canal do g1 São Carlos e Araraquara no WhatsApp
Segundo informações da Polícia Militar, o corpo de mulher foi encontrado por um homem na casa em que ela morava na Rua José Borsetti.
LEIA TAMBÉM:
Fatalidade: Acidente deixa 1 morto e 4 feridos na Anhanguera em Araras
Estudo da USP: Pesquisa analisa eficácia de laser para curar lesões nas mamas durante amamentação
Saúde: Curativo de borracha para tratar lesões de micose é criado em pesquisa da Unesp Araraquara
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas apenas constatou o óbito da vítima, que foi identificada como Geny Pereira de Azevedo.
Ainda de acordo com a PM, o corpo da mulher apresentava rigidez cadavérica. Ou seja, ela já estava morta há, pelo menos, 10 horas.
O caso foi registrado como homicídio e está sendo investigado pela Polícia Civil. Ninguém foi preso.
REVEJA VÍDEOS DA EPTV:
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara.

Continue Lendo

Cidades

Como fazer o TCC? Passo a passo da escrita até apresentação

Publicado

em

Por

“Um guia completo para graduandos que estão na fase final de curso, mas têm dúvidas sobre como fazer o TCC.”
Crédito: Divulgação
Precisando de dicas de como fazer o TCC? O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um componente curricular obrigatório em muitas instituições de ensino superior, representando um marco na vida acadêmica dos estudantes.
Ele funciona como uma demonstração de capacidade analítica, crítica e de pesquisa, onde o aluno deve desenvolver um estudo aprofundado sobre um tema específico dentro de sua área de formação.
Criar um TCC envolve uma série de etapas, que incluem a escolha do tema, elaboração do projeto de pesquisa, revisão de literatura, coleta e análise de dados, até a redação e formatação final do trabalho conforme as normas da ABNT.
Cada passo deve ser planejado e executado, exigindo dedicação, organização e, muitas vezes, a orientação de um professor.
Desde a proposta inicial até a apresentação final, o TCC é uma oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos durante o curso, além de contribuir com novas perspectivas e conhecimentos para a área de estudo.
E, é claro, preparamos um guia completo de como fazer o TCC!
Dicas para criar o TCC do zero
Realizar um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma etapa muito importante na jornada acadêmica de qualquer estudante. Confira dicas!
1. Escolha um tema
A escolha do tema é o primeiro e um dos passos mais importantes na elaboração do TCC. Um tema que desperte interesse facilitará o processo de pesquisa e escrita, mantendo a motivação em alta.
Além disso, a relevância acadêmica e prática do tema escolhido para sua área de estudo contribuirá para o avanço do conhecimento no campo, abrindo portas para futuras investigações e oportunidades profissionais.
2. Faça uma revisão bibliográfica
A revisão bibliográfica é o alicerce sobre o qual seu trabalho será construído. Ela permite identificar o que já foi estudado sobre o tema, quais lacunas existem e como seu trabalho se insere no contexto acadêmico existente.
3. Estabeleça um cronograma
A gestão do tempo é fundamental no desenvolvimento do TCC. Estabelecer um cronograma realista, que contemple todas as fases do projeto, desde a pesquisa inicial até a escrita e revisão do trabalho, ajuda a evitar o acúmulo de tarefas e o estresse dos prazos finais.
Deve-se, inclusive, incluir margens para imprevistos e períodos de descanso também é crucial para manter a qualidade do trabalho e a saúde mental.
4. Desenvolva uma estrutura
Um TCC bem estruturado facilita tanto a escrita quanto a compreensão do leitor. Dividir o trabalho em seções lógicas, como introdução, desenvolvimento (com capítulos temáticos, metodologia, resultados) e conclusão, ajuda a organizar as ideias e apresentar os argumentos de forma coesa.
Essa estruturação também permite ao leitor acompanhar o desenvolvimento do raciocínio e das descobertas passo a passo.
5. Utilize as normas da ABNT para formatação, citações e referências.
A aderência às normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é uma exigência acadêmica. Elas padronizam a apresentação do trabalho, incluindo formatação, citações e referências, garantindo que o TCC esteja acessível e compreensível para a comunidade acadêmica.
6. Releia e revise seu trabalho
A revisão é uma etapa indispensável no processo de elaboração do TCC. Releia e revise seu trabalho várias vezes para identificar e corrigir possíveis erros gramaticais, ortográficos, de formatação e de conteúdo.
7. Ajuda com o TCC?
Para aqueles que buscam apoio no desenvolvimento de TCC, a TCC Tranquilo é uma empresa de assessoria acadêmica que pode auxiliar no processo.
A TCC Tranquilo oferece orientação personalizada em todas as etapas do projeto, desde a definição do tema até a preparação para a defesa.
Seja através de consultorias, revisões de texto ou suporte metodológico, a empresa visa facilitar o processo de elaboração do TCC, garantindo que o estudante apresente um trabalho de qualidade e bem fundamentado.
Um guia completo sobre a apresentação do TCC
Fazer uma boa apresentação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) representa uma das maiores dificuldades na vida acadêmica de um estudante universitário.
Este momento é marcado por uma mistura intensa de nervosismo e expectativa, pois simboliza o ápice do esforço e dedicação despendidos ao longo de anos de estudo.
Não é surpresa que muitos graduandos sintam uma pressão imensa ao se aproximarem dessa etapa final. No entanto, apesar das dificuldades e da ansiedade que podem surgir, realizar uma apresentação impactante e bem-sucedida é definitivamente possível.
Preparação, prática e conhecimento profundo do tema são chaves para o sucesso. Além disso, buscar feedback de orientadores e colegas oferecerá insights para aprimoramento.
Importante também é focar na clareza da comunicação, na organização da apresentação e na capacidade de responder a perguntas com confiança.
Dicas para apresentar TCC
Realizar uma apresentação de TCC bem-sucedida é um marco importante na vida acadêmica. Por isso, confira as dicas:
1. Conheça profundamente o seu tema
Dominar o conteúdo do seu TCC é muito importante. Um conhecimento aprofundado sobre o tema lhe dará a confiança necessária para falar com propriedade e responder a quaisquer perguntas.
Dedique tempo à pesquisa, compreenda todos os aspectos e esteja preparado para discutir sua pesquisa em detalhes.
2. Pratique sua apresentação várias vezes
A prática leva à perfeição. Ensaiar sua apresentação diversas vezes ajuda a memorizar o conteúdo, melhorar a entrega e ajustar o tempo.
Praticar diante de um espelho, amigos ou familiares permite que você receba feedback e faça melhorias.
3. Use recursos visuais claros e objetivos
Recursos visuais, como slides, gráficos e vídeos, enriquecem sua apresentação, tornando-a mais envolvente e fácil de seguir.
Certifique-se de que são claros, objetivos e que complementam o que você está dizendo. Evite sobrecarregar seus slides com texto ou informações desnecessárias.
4. Mantenha a calma e controle o nervosismo
É natural sentir-se nervoso antes de uma apresentação importante. Contudo, encontrar maneiras de gerenciar esse nervosismo é um dos passos.
Portanto, técnicas de respiração, uma boa noite de sono antes do dia e a consciência de que você está bem preparado podem ajudar a manter a calma.
5. Prepare-se para possíveis perguntas
Antecipe as perguntas que podem ser feitas e prepare respostas para elas.
Dessa forma, mostra que você considerou diferentes perspectivas sobre seu trabalho, além de reduzir a ansiedade, pois você estará mais preparado para a sessão de perguntas e respostas.
6. Tenha um roteiro bem estruturado
Um roteiro bem organizado serve como um guia durante sua apresentação, ajudando a manter o foco e a fluidez.
Divida sua apresentação em seções claras, como introdução, desenvolvimento e conclusão, para que sua audiência possa facilmente acompanhar o raciocínio.
7. Invista em uma boa introdução e conclusão
A primeira e a última impressão são as que ficam. Comece com uma introdução cativante que desperte o interesse do público e termine com uma conclusão forte que reforce os pontos-chave da sua pesquisa.
O que deve ser falado na apresentação de TCC?
Na apresentação de um TCC, aborde pontos chave que demonstrem a profundidade e a relevância do seu estudo.
Comece introduzindo o tema, explicando o motivo pelo qual escolheu esse assunto e qual sua importância acadêmica ou prática. Em seguida, destaque os objetivos do trabalho, a metodologia utilizada para a pesquisa, os principais resultados obtidos e as conclusões a que chegou.
Não esqueça de mencionar as limitações do estudo e sugerir possíveis continuidades para a pesquisa. É importante que a apresentação seja clara, objetiva e que transmita o seu conhecimento sobre o tema.
Pode ler na apresentação do TCC?
Embora seja aceitável ter notas para se guiar durante a apresentação do TCC, é aconselhável evitar a leitura direta do texto.
A leitura pode tornar a apresentação monótona e demonstrar falta de preparo ou confiança no conteúdo. Em vez disso, procure familiarizar-se tanto com o material que suas notas sirvam apenas como lembretes pontuais.
Assim sendo, contribui para uma entrega mais natural e engajada, permitindo melhor interação com a audiência.
Como é feita a defesa de um TCC?
A defesa de um TCC consiste em uma apresentação oral do trabalho diante de uma banca examinadora, seguida por uma sessão de perguntas e respostas. O estudante deve apresentar os principais aspectos de sua pesquisa, incluindo metodologia, resultados e conclusões.
Após a apresentação, os membros da banca fazem perguntas relacionadas ao trabalho, avaliando o conteúdo do TCC e também a capacidade do aluno de argumentar, justificar suas escolhas metodológicas e discutir as implicações de seus achados.
Como dar início a uma apresentação?
Iniciar uma apresentação com dados ou pontos que chamam a atenção é muito importante para capturar a atenção do público desde o primeiro momento.
Uma boa estratégia é começar com uma citação, uma pergunta provocativa ou uma estatística surpreendente relacionada ao tema do seu trabalho.
Apresente-se brevemente, explique o propósito da sua pesquisa e por que ela é importante. Isso estabelece um bom ritmo para o restante da apresentação e prepara o público para o que está por vir.
E então, mais alguma dúvida?

Continue Lendo

Cidades

Quem é o militar que tinha 100 armas e ‘incontáveis’ munições em apartamento incendiado em Campinas

Publicado

em

Por

Virgílio Parras Dias, de 69 anos, se aposentou em 31 de dezembro de 2010 e consta como responsável por clube de tiro. Militar é formado pela Academia Militar das Agulhas Negras. Polícia busca coronel dono de apartamento em que houve série de explosões em Campinas
O militar que armazenava ‘incontáveis’ munições, granada e cerca de 100 armas de fogo no apartamento que pegou fogo e explodiu no sábado (26) em Campinas (SP), Virgílio Parra Dias, de 69 anos, é coronel aposentado do Exército e instrutor de tiro.
Segundo o Exército, o militar possui certificado de registro válido como atirador, caçador e colecionador (CAC). A instituição aguarda o laudo pericial para apontar se todas as armas possuíam autorização.
O nome do coronel Vírgilio Parras Dias também consta como um dos responsáveis por um clube de tiro em São Paulo (SP).
Nascido em 21 de abril de 1954, o coronel frequentou a Academia Militar das Agulhas Negras, escola de ensino superior do Exército que fica no Rio de Janeiro, entre 1977 e 1980.
LEIA TAMBÉM:
VÍDEOS: vizinhos registram explosões em apartamento de coronel
Polícia busca coronel dono de apartamento que teve série de explosões
O que falta saber sobre o caso
Vigílio Parra Dias, coronel do Exército, responsável por apartamento que pegou fogo em Campinas.
Reprodução/TV Globo
Aposentado como general
Conforme dados do Portal da Transparência do Governo Federal, o coronel foi reformado (termo usado para aposentadoria da carreira militar) em 31 de dezembro de 2010.
📲 Participe do canal do g1 Campinas no WhatsApp
Ao se aposentar, Parras Dias passou a receber salário do posto imediatamente superior: general de Brigada.
Ainda conforme o Portal da Transparência, em dezembro de 2023, a remuneração bruta do militar aposentado foi de R$ 29.410,02. Com descontos, ele recebeu R$ 24.998,52.
Em janeiro de 2023, o coronel participou da solenidade de recriação da Companhia de Comando da 2ª Divisão de Exército, extinta em 1995. Segundo a publicação do Comando Militar do Sudeste, Parras Dias atuava como comandante da companhia.
FOTOS: veja armas de coronel encontradas em apartamento que teve série de explosões em Campinas
O incêndio
Segundo a perícia, o fogo começou em um cofre do coronel. Um artefato ainda não identificado explodiu e deu início ao incêndio no apartamento do primeiro andar do condomínio Fênix, na Rua Hércules Florence, no bairro Botafogo.
Além de munições e pólvora, a polícia encontrou uma granada intacta no imóvel. O Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM não conseguiu concluir se o artefato estava carregado, mas levou para detonação em local seguro. Segundo a corporação, o explosivo é do modelo M36.
O coronel Parra Dias deixou o prédio durante a evacuação e, segundo o boletim de ocorrência, permanecia “em local incerto” até a conclusão do registro, na madrugada de domingo (25). O g1 tenta contato com o coronel.
Cão resgatado
Cachorro é encontrado pelos bombeiros após fogo em apartamento em Campinas
O coronel também é tutor de um cachorro, que foi resgatado ileso após ficar no banheiro do apartamento. Um vídeo, feito dentro do imóvel, mostra o animal e os bombeiros que o retiraram. Assista acima.
“O cachorro está vivo! (…) O último sobrevivente”, diz uma das integrantes da equipe de resgate.
Ao todo, 44 pessoas que estavam em andares superiores foram retiradas do prédio, parte delas por meio de cordas, em uma manobra semelhante à técnica de descida em rapel.
Trinta e quatro pessoas precisaram receber atendimento médico e foram encaminhadas para o Hospital Casa de Saúde e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São José — nenhuma em estado grave.
VÍDEOS: destaques da região de Campinas
Veja mais notícias da região no g1 Campinas

Continue Lendo

Cidades

Após aparecer na área urbana, tamanduá-bandeira é capturado e solto no Parque Estadual do Rio do Peixe, em Dracena

Publicado

em

Por

Animal foi devolvido ao seu habitat por estar em “boas condições sanitárias”. Tamanduá-bandeira é capturado e solto no Parque Estadual do Rio do Peixe, em Dracena (SP)
Polícia Ambiental
Um tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) foi resgatado na área urbana de Dracena (SP).
📱 Participe do Canal do g1 Presidente Prudente e Região no WhatsApp
Segundo a Polícia Ambiental, o Corpo de Bombeiros foi acionado no último sábado (24) e realizou a captura do animal, que “apareceu na área urbana” do município.
Na sequência, os policiais realizaram a soltura do tamanduá no Parque Estadual do Rio do Peixe, por “estar em boas condições sanitárias”.
Hábitos diurnos
A espécie tem distribuição em campos e cerrados das Américas Central e do Sul, desde a Guatemala até a Argentina.
São insetívoros. Comem apenas formigas e cupins. Abrem os cupinzeiros e os formigueiros com as garras poderosas. Eles introduzem a longa língua, com diâmetro entre 1cm e 1,5cm, que pode se projetar a 60cm para fora da boca. Os insetos ficam grudados na língua e, desta forma, o animal apenas os engole.
Os tamanduás-bandeira são os únicos mamíferos terrestres que não possuem dentes. Os tatus e preguiças possuem dentes incompletos, sem a presença de esmalte. Seu comprimento da cabeça e do corpo é de 1 a 1,2 metro. Só de focinho são quase 45 centímetros e tem ainda a cauda, com 60 a 90 centímetros. A cauda tem pelos longos que formam uma espécie de bandeira, o que serviu para adjetivação de nome vulgar.
Animal de hábitos diurnos, normalmente vagaroso, mas quando perseguido pode fugir em galope. O famoso abraço de tamanduá, tido como símbolo de traição, é praticamente a única defesa desse animal desajeitado e de visão e audição muito limitadas. O melhor sistema de alerta do tamanduá-bandeira é o olfato, que é apuradíssimo.
Ao pressentir o perigo, ele faz uso de articulações extras e levanta as patas dianteiras, apoiando o peso num tripé formado pelas duas patas traseiras e a cauda. É a posição de defesa, mas mesmo assim o tamanduá-bandeira suporta certa proximidade com o homem, sobrevivendo em áreas de lavouras e até perto de cidades.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Continue Lendo

Cidades

VÍDEOS: Bom Dia SP de segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Publicado

em

Por

Veja mais notícias do telejornal. Veja mais notícias do telejornal.

Continue Lendo

Cidades

Turistas morrem em praias do litoral de SP; uma das vítimas passou mal enquanto brincava com neto

Publicado

em

Por




Caso aconteceram em Guarujá e Mongaguá, no litoral de São Paulo. Mulher morreu após passar mal enquanto brincava com o neto na Praia da Enseada, em Guarujá (SP)
Rogério Soares/Arquivo A Tribuna Jornal
Dois turistas morreram em praias de Guarujá e Mongaguá, no litoral de São Paulo. Segundo apurado pelo g1, nesta segunda-feira (26), um dos casos aconteceu em Guarujá, quando uma mulher de 53 anos passou mal enquanto brincava com o neto na beira d’água. Ela foi socorrida, mas não resistiu.
✅ Clique aqui para seguir o novo canal do g1 Santos no WhatsApp.
Guarujá
A mulher, identificada como Marlene Lopes Sobue, é de Jaboticabal (SP). Ela estaria brincando com o neto no raso quando a criança viu a avó desmaiar e correu para chamar outros familiares. O caso ocorreu na Praia da Enseada, na manhã de domingo (25).
De acordo com o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar), uma guarda-vidas estava em serviço de prevenção quando viu pessoas acenando, e notou que havia uma pessoa caída no raso do mar, com profundidade abaixo do joelho.
A guarda-vidas foi até o local e teve apoio de um banhista para retirar a vítima da água. Já na areia, foram iniciados os procedimentos de avaliação e ressuscitação cardiopulmonar (RCP).
Ainda segundo o GBMar, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou o óbito no local, mas a vítima foi removida até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Rodoviária, por conta da comoção de familiares e banhistas que estavam na praia.
Procurada pelo g1, a Prefeitura de Guarujá não se manifestou sobre o atendimento do Samu até a publicação desta reportagem
Mongaguá
O morador de São Paulo, Thiago Almeida Caresi, de 39 anos, morreu afogado neste sábado (24) em uma praia de Mongaguá. Segundo o GBMar, ao notar que ele estava se afogando no mar, uma testemunha entrou na água e segurou a vítima inconsciente até a chegada dos guardas-vidas.
Thiago foi retirado da água em grau 6 de afogamento. A equipe do GBMar realizou manobras e encaminhou o homem até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Mongaguá. A vítima ficou sob os cuidados da equipe médica de plantão, mas não resistiu e teve a morte constatada na unidade.
VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos

Continue Lendo

LOCALIZAÇÃO DE PESSOAS – TEL.11 9.8721-7939

Mais Acessados