Conecte-se Conosco
 

Cidades

Morre o ex-diretor da Unica Antonio de Padua Rodrigues, liderança do setor de cana-de-açúcar e etanol

Publicado

em




Em quase 50 anos de trajetória, ele participou da implementação do Proálcool, nos anos 1970, e ajudou no desenvolvimento das políticas voltadas para o segmento. Velório está marcado para este domingo (11). Antonio de Padua Rodrigues, integrante da Unica
Divulgação/ Unica
A União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica) confirmou neste sábado (10) a morte do ex-diretor Antonio de Padua Rodrigues, considerado uma das principais lideranças do setor sucroenergético do país.
“Com imensa tristeza, a Unica, representando seus associados e colaboradores, presta toda solidariedade e o sentimento de pêsames à família”, comunicou a entidade.
As causas da morte não tinham sido confirmadas até a última atualização desta notícia.
O velório foi marcado para domingo (11), das 9h às 13h, no Memorial Metropolitano de Piracicaba (SP), cidade natal e onde ele residia. O enterro está marcado para as 13h no Cemitério Parque da Ressurreição.
Liderança do setor sucroenergético
Antonio de Padua Rodrigues era membro da Unica, uma das mais importantes da cadeia ligada à produção de cana e etanol, desde 1990, e foi diretor técnico da entidade entre 2003 e 2022. Em 2012, ele chegou a ser presidente interino.
Em quase 50 anos de trajetória profissional, o dirigente foi atuante em diferentes momentos do desenvolvimento do setor sucroenergético.
Antônio de Pádua, diretor da Unica, em Ribeirão Preto
Reprodução/EPTV
Nos anos 1970, ainda como integrante do extinto Instituto do Açúcar e Álcool, atuou no Programa Nacional de Melhoramento da Cana-de-Açúcar e participou da implementação do Proálcool, iniciativa do governo brasileiro para intensificar a produção de álcool para substituir a gasolina em meio à crise mundial do petróleo.
Na década de 1990, já quando atuava pela Unica, teve importante atuação pela aprovação da lei que implementou a mistura de 22% de etanol anidro na gasolina. Durante sua carreira, Rodrigues também fez parte do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag), da Fiesp.
“Como uma das lideranças mais relevantes, Antonio de Padua Rodrigues ficará marcado na história como um dos responsáveis pelo desenvolvimento do setor sucroenergético brasileiro. Para seus companheiros de trabalho, Padua será sempre lembrado por seu sorriso fácil, sabedoria e humanidade”, informou a Unica, em nota.
Initial plugin text
Nas redes sociais, outras entidades ligadas ao setor sucroenergético e ao agronegócio, como Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (Ceise Br) e a União Nacional da Bioenergia (Udop), lamentaram a morte do ex-diretor da Unica.
Veja mais notícias sobre o agro no interior de São Paulo
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região

Continue Lendo

Cidades

VÍDEOS: Bom Dia Cidade Campinas de segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Publicado

em

Por

Reveja as reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba Reveja as reportagens das regiões de Campinas e Piracicaba

Continue Lendo

Cidades

Eficácia de laser para curar lesões nas mamas durante amamentação é analisada em estudo da USP

Publicado

em

Por

Pesquisa também orienta mulheres nesse processo, evitando o desmame precoce. Veja como participar. Pesquisa da USP de São Carlos estuda eficácia da aplicação de laser para curar fissuras mamárias
Fábio Rodrigues/g1
Um estudo desenvolvido por uma pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos (SP) busca comprovar a eficácia do uso do laser no tratamento de fissuras mamárias em mulheres que estão em período de amamentação.
📲 Participe do canal do g1 São Carlos e Araraquara no WhatsApp
A aplicação do laser no machucado é completamente indolor e gratuita. Com três sessões, a fissura está praticamente curada, de acordo com a pesquisa (veja abaixo o vídeo explicando o procedimento).
Pesquisa da USP de São Carlos estuda eficácia do laser para tratar lesões mamárias
O projeto pode ser considerado inovador, já que o aparelho usado no tratamento, apesar de utilizar um laser que já existe comercialmente, foi desenvolvido para permitir uma aplicação mais rápida.
O estudo tem, como principal objetivo, evitar o desmame precoce, que pode ser motivado pela dor no momento da amamentação, explicou Sabrina Peviani, fisioterapeuta pélvica e coordenadora do estudo.
“Esse é o grande objetivo, diminuir o desmame precoce, que a gente sabe né que a dor pode levar a mulher a acabar não conseguindo mais amamentar esse bebê”.
LEIA TAMBÉM:
Pesquisa: Com inteligência artificial, USP decifra papiro carbonizado há quase 2 mil anos e ganha prêmio internacional
Saúde: Curativo de borracha para tratar lesões de micose é criado em pesquisa da Unesp Araraquara
Fatalidade: Acidente deixa 1 morto e 4 feridos na Anhanguera em Araras
O projeto também é usado para difundir informações e prevenir o aparecimento de machucados nos seios, resultado de diversos fatores, como o posicionamento da mãe e do bebê na hora da amamentação.
Todas as orientações discutidas ao longo da pesquisa foram reunidas em um e-book, que está disponível gratuitamente no site da USP.
“Acreditamos que o uso da tecnologia e da metodologia seja um divisor de águas na qualidade de amamentação do bebê e sem dores para as mamães”, declarou Sabrina.
Ao longo do estudo, alguns mitos sobre amamentação também foram desconstruídos, principalmente o de que amamentar com dor e sangramentos são coisas normais.
“Eu acho que as mulheres precisam saber sim que a amamentação é muito importante, mas que ela pode ser prazerosa. Mas, algumas vezes, a mulher precisa de alguma orientação, alguma ajuda e, se mesmo assim, essa mama machucar, existem tratamentos para isso, e essa pesquisa visa exatamente o tratamento dessas lesões com o laser”, disse.
O estudo é vinculado ao Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IFSC/USP), e lactantes podem ser voluntárias no estudo. (Veja abaixo como participar.)
🔎 Como a aplicação do laser é feita?
Pesquisa da USP de São Carlos estuda eficácia da aplicação de laser para curar fissuras mamárias
Fábio Rodrigues/g1
O tratamento das fissuras mamárias é realizado pela aplicação de um laser que é posicionado no seio da lactante. O processo é totalmente indolor, não-invasivo e gratuito. Veja, no vídeo abaixo, como essa aplicação é feita.
VIDEO CADASTRADO SEM PUBLICAR. TÍTULO: Pesquisa da USP de São Carlos estuda eficácia do laser…
“O laser, ele é uma luz, não causa dor, então ele é indolor, é uma aplicação muito rápida, né…uma aplicação simples, rápida, fácil, indolor, e que pode assim, trazer um benefício muito grande, porque ele diminui a dor e ajuda no processo de cicatrização”.
O laser não tem restrições. Os bebês, inclusive, podem mamar após a aplicação do laser. O novo tratamento é realizado com a supervisão do Comité de Ética da USP.
📝 Como participar da pesquisa?
Mulheres que estejam com fissuras mamárias ou outros problemas, como dor e sangramentos durante a amamentação, podem participar gratuitamente da pesquisa.
As interessadas devem entrar em contato com a coordenadora do projeto, Sabrina Peviani, pelo telefone (16) 99605-3423.
Sabrina enfatiza que é importante que as voluntárias participem das três sessões que compõem o tratamento, para que as lesões tenham uma melhora efetiva e a coleta de dados da pesquisa seja realizada corretamente.
REVEJA VÍDEOS DA EPTV:
Veja mais notícias da região no g1 São Carlos e Araraquara.

Continue Lendo

Cidades

Queda de ultraleve mata piloto e deixa passageiro ferido em Pereira Barreto

Publicado

em

Por

Pescadores que estavam próximo ao local da queda viram a aeronave caindo e acionaram os bombeiros. Um piloto morreu após um ultraleve cair em Pereira Barreto (SP), na noite deste domingo (25). Um passageiro que estava na aeronave ficou ferido.
📲 Participe do canal do g1 Rio Preto e Araçatuba no WhatsApp
Segundo o Corpo de Bombeiros, pescadores que estavam no Rio Tietê, próximo ao local da queda, viram o acidente e acionaram o resgate. A aeronave foi encontrada submersa às margens do rio.
O sobrevivente foi socorrido com fratura na perna. Ele foi levado ao pronto-socorro da cidade.
Veja mais notícias da região em g1 Rio Preto e Araçatuba
VÍDEOS: confira as reportagens da TV TEM

Continue Lendo

Cidades

Rampa de caminhão cai e mata trabalhador de 63 anos, em Álvares Machado

Publicado

em

Por



Por circunstâncias desconhecidas, o equipamento desceu de forma abrupta e atingiu a perna do idoso. Um homem, de 63 anos, morreu neste domingo (25) após uma rampa de caminhão cair sobre ele, em Álvares Machado (SP).
A vítima, que trabalhava em uma empresa de transporte, estava auxiliando no embarque de uma mini escavadeira pela rampa na Avenida José de Alencar, na última quinta-feira (22).
Conforme o delegado que fez o primeiro registro do caso, João Paulo Tardin, por circunstâncias a serem esclarecidas, “a rampa desceu de forma abrupta e atingiu a perna da vítima”.
O idoso foi socorrido por uma Unidade de Resgate, que o encaminhou ao Hospital Regional de Presidente Prudente (SP). A princípio foi constatado que ele sofreu uma fratura no fêmur direito e precisou ficar internado para a realização de exames.
Porém, neste domingo, o quadro de saúde evoluiu para óbito.
Diante do constatado, um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia Seccional de Presidente Prudente neste domingo como homicídio culposo.
Conforme Tardin, a perícia técnica esteve no local do acidente e um inquérito policial será instaurado para apurar os fatos.
VÍDEOS: Tudo sobre a região de Presidente Prudente
Veja mais notícias em g1 Presidente Prudente e Região.

Continue Lendo

Cidades

Cidades da região de Piracicaba têm consumo de água por habitante até 79% acima do recomendado pela OMS

Publicado

em

Por

O levantamento foi feito pelo g1 e mostra que em dois dos municípios o consumo, que já era elevado, subiu ainda mais no ano passado. Cidades da região de Piracicaba têm consumo de água por habitante até 79% acima do recomendado pela OMS
Reprodução/TV Diário
As três maiores cidades da região de Piracicaba (SP) tiveram em 2023 o consumo de água por habitante bem acima do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O levantamento foi feito pelo g1 e mostra que em dois dos municípios o consumo, que já era elevado, subiu ainda mais no ano passado.
📲 Receba no WhatsApp notícias da região de Piracicaba
Qual é o recomendado? 🚿 De acordo com a OMS, cada pessoa precisa de cerca de 110 litros de água por dia pra atender às necessidades de consumo e higiene. Porém, o consumo de cada morador de Piracicaba, Limeira ou Santa Bárbara d’Oeste está bem maior do volume indicado pela organização.
Em Piracicaba, segundo dados do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae), o consumo em 2023 foi de cerca de 150 litros por habitante, por dia. Em 2022, a quantidade era de 156 litros/dia.
Já em Limeira, segunda maior cidade da região, o consumo é ainda mais elevado e chega a ser 79% acima do preconizado pela OMS. Em 2022 eram 189,93 litros/dia. Número que saltou para 197,36 em 2023.
Em Santa Bárbara d’Oeste o consumo também está acima do recomendado. Em média, cada morador consumiu 180,61 litros de água por dia em 2023. Em 2022, foram 176,61 litros/dia.
Veja no gráfico a comparação do consumo de água por ano em relação ao recomendado pela OMS. 👇

⚠️ Em Piracicaba, o Semae também informou que a situação da cidade em janeiro de 2024 foi ainda pior do que a média do ano todo em 2023. Foram 175 litros de água por dia para cada habitante.
Os riscos do consumo elevado
Segundo a gerente técnica e coordenadora do Programa de Educação Ambiental do Consórcio das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ), Andrea Borges, o consumo de água na região chegou a cair muito no período da crise hídrica entre 2014 e 2015, por conta de campanhas e rodízios.
Fotógrafo registra baixa do Rio Piracicaba em 4 de janeiro de 2014
Mateus Medeiros
“Só que depois que passou a crise teve um aumento, começou a aumentar de novo o consumo de água”, lamentou. Ela explica que o consumo elevado é especialmente prejudicial na região de Piracicaba, porque a quantidade de água disponível é menor do que a média do estado e equivale a alguns países do Oriente Médio, em que a seca é um problema até mais evidente.
“Essa economia por pessoa é importante para isso, para que a gente continue tendo um sistema equilibrado, até porque a população só está aumentando e a água não. A água que a gente tem no nosso planeta é a mesma, desde os dinossauros […] E para piorar, a gente polui essa água. Além da gente gastar de forma desnecessária, a gente ainda polui o que tem.”
Andrea afirma que a população tem uma falsa sensação de que há muita água disponível por conta das chuvas, mas que isso não é verdade, porque os aquíferos subterrâneos demoram a se reabastecer, mesmo em períodos chuvosos.
“Então não necessariamente quando tem bastante água no rio, vai ter bastante água ‘lá embaixo’. Muitas vezes a chuva vem muito rápida, vem muito concentrada e toda essa água vai embora, e pouca dela é abastecida”, esclarece.
Outro problema que pode acarretar nesse alto consumo, segundo ela, são os vazamentos. “As pessoas nem reparam, às vezes a torneira que fica lá pigando, ou os vazamentos não visíveis, que estão ali embaixo da casa, que vão acumulando”, afirmou.
Torneira de água em Piracicaba
Reprodução/EPTV
Problema social
Andrea ressalta que o problema do alto consumo de água também é social e que, inclusive, em bairros de classe média e classe alta o consumo costuma ser maior do que em regiões periféricas da cidade, por conta de piscinas e quintais grandes.
Além disso, ela também afirma que, quando há algum problema no abastecimento, também são as regiões mais periféricas que mais sofrem os impactos.
“Em regiões mais pobres, nas periferias da cidade, é onde falta mais água, é onde não chega quando tem o rodízio, os racionamentos, porque não tem pressão para levar água até lá. E geralmente são essas pessoas que sofrem mais também com a estiagem”, explicou.
Temperaturas elevadas aumentam consumo 🌡️
Em nota o Semae de Piracicaba informou que o consumo elevado pode ser explicado por algumas particularidades do município. “A principal delas é que este consumo médio está atrelado às condições climáticas específicas da região, de temperaturas elevadas ao longo de todo o ano, invernos amenos e verões longos”, argumenta a autarquia.
O Semae também menciona as ondas de calor que atingiram a região recentemente e a redução de chuvas, que afetam diretamente no consumo de água.
A autarquia reforça que faz campanhas para economia de água e divulga comunicados sobre as condições climáticas, matérias e banners no site e páginas oficiais, com dicas de consumo consciente.
Calor na região de Piracicaba
Reprodução/EPTV
Já em Limeira, a BRK, concessionária responsável pelo abastecimento de água, reforçou a importância da população fazer o consumo consciente, além de também mencionar as altas temperaturas.
A empresa afirma que desde 2021 atua com uma campanha com página exclusiva na internet, que reúne informações sobre as condições dos mananciais que abastecem a cidade, além de dados sobre os índices de chuvas e dicas de consumo consciente.
O Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Santa Bárbara informou em nota que a cidade mantém a média histórica de consumo de água por habitante e que atualmente o abastecimento na cidade está normal, com os reservatórios com 98% da capacidade.
O departamento analisou que não houve variação relevante entre o consumo de 2022 a 2023, apesar da alta indicada nos dados e disse que faz campanhas em períodos de estiagem
A nota também diz que o DAE faz investimentos no saneamento e que está atualmente construindo uma nova represa, além de ampliação do sistema de reservação e distribuição de água, com instalação de novos reservatórios e adutoras, trocas de redes antigas e setorizações.
“A autarquia intensificou o combate às perdas por meio de ações que compreendem a investigação de vazamentos ocultos, instalações de válvulas redutoras de pressão, trocas de hidrômetros com mais de cinco anos de uso, capacitações das equipes técnicas por meio de treinamentos e demais ações.”
VÍDEOS: Tudo sobre Piracicaba e região
Veja mais notícias da região no g1 Piracicaba

Continue Lendo

Cidades

Concurso do Semae tem 15 vagas de emprego e salário de mais de R$ 9 mil; veja como se inscrever

Publicado

em

Por

Abertura das inscrições é nesta segunda-feira. Serviço Municipal de Águas e Esgotos de Mogi das Cruzes oferece vagas para diversas áreas em diferentes níveis de escolaridade. Semae tem 15 vagas de emprego abertas em concurso
Julio Nogueira/Prefeitura de Mogi
As inscrições para o concurso público do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes começam nesta segunda-feira (26) e vão até 27 de março. No total são oferecidas 15 vagas para diferentes cargos e os salários variam entre R$ 2.449,49 até R$ 9.619,76.
Clique aqui para se inscrever
De acordo com o Semae, o concurso também servirá para a formação de cadastro reserva e terá vagas em cargos nos níveis de formação fundamental, médio/médio técnico e superior.
O valor da taxa de inscrição varia de acordo com a escolaridade exigida para o cargo: R$ 59,00 (ensino fundamental), R$ 62,00 (ensino médio) e R$ 89,00 (ensino superior).
✅ Clique para seguir o canal do g1 Mogi das Cruzes e Suzano no WhatsApp
Para conferir edital completo contendo todas as informações, como pré-requisitos, documentos exigidos e demais etapas do concurso basta acessar os sites do Instituto Nosso Rumo e do Semae.
Veja as vagas do concurso do Semae
Fundamental completo
Pedreiro (1 vaga + cadastro reserva);
Ajudante de serviços de saneamento (cadastro reserva)
Auxiliar de serviços gerais (1 vaga + cadastro reserva);
Motorista (1 vaga + cadastro reserva);
Operador de máquinas (1 vaga + cadastro reserva);
Operador de redes de água e esgoto (1 vaga + cadastro reserva).
Taxa de inscrição: R$ 59,00
Ensino médio/médio técnico completo
Analista de sistemas (cadastro reserva);
Assistente técnico de engenharia (1 vaga + cadastro reserva);
Auxiliar de apoio administrativo (1 vaga + cadastro reserva);
Desenhista (1 vaga + cadastro reserva);
Mecânico eletricista de manutenção (1 vaga + cadastro reserva);
Operador de bombas (1 vaga + cadastro reserva);
Técnico agrimensor (cadastro reserva);
Técnico de controle e automação (1 vaga + cadastro reserva);
Técnico de operação de sistemas de tratamento (1 vaga + cadastro reserva);
Técnico eletrotécnico (cadastro reserva);
Técnico em saneamento (1 vaga + cadastro reserva);
Técnico em segurança do trabalho (cadastro reserva);
Técnico químico (cadastro reserva).
Taxa de inscrição: R$ 62,00
Nível superior
Arquiteto (cadastro reserva);
Contador (1 vaga + cadastro reserva);
Engenheiro mecânico (1 vaga + cadastro reserva);
Jornalista (cadastro reserva).
Taxa de inscrição: R$ 89,00
Assista a mais notícias do Alto Tietê

Continue Lendo

LOCALIZAÇÃO DE PESSOAS – TEL.11 9.8721-7939

Mais Acessados