InícioCidadesCovid-19: Com 16,4 mil faltosos para 2ª dose de vacina, Prefeitura de...

Covid-19: Com 16,4 mil faltosos para 2ª dose de vacina, Prefeitura de Santa Bárbara aposta em abordagens e telefonemas

Administração municipal informou que tem intensificado busca ativa. Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste faz busca ativa por faltosos para segunda dose de vacina
Divulgação/ Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste
Com 16,4 mil faltosos para segunda dose da vacina contra a Covid-19, a Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste (SP) informou que tem intensificado a busca ativa para reduzir o número. Entre as medidas estão abordagens e ligações para incentivar a população a completar a imunização.
Entre os faltosos da segunda dose estão 10.726 pessoas que receberam a primeira dose com o imunizante da Pfizer/Biontech, 3.306 que foram imunizados com a vacina da AstraZeneca/Oxford e 2.379 que receberam o imunizante da Coronavac/Butantan.
No último sábado (20), uma equipe da Secretaria de Saúde também esteve no Tivoli Shopping abordando a população. Na ocasião, foram aplicadas 446 doses, sendo 276 de segunda dose.
A vacinação segue nos ginásios Djaniro Pedroso (Rua Prudente de Moraes, 250, no Centro) e Mirzinho Daniel (Rua Bororós, s/nº, no Jardim São Francisco) e na Casa de Maria (Rua Mococa, 510, no Jardim das Laranjeiras), das 9 às 16h30, em dias de semana.
As pessoas que já tomaram a primeira dose devem se atentar ao prazo para aplicação da segunda dose. Apenas após receber duas doses da vacina da Coronavac/Butantan, da Pfizer/Biontech ou da AstraZeneca/Oxford é possível completar o esquema vacinal.
Para a aplicação da segunda dose a pessoa deve apresentar documento com foto, CPF e o cartão de vacinação. Importante ressaltar que em alguns casos as pessoas podem deixar de tomar a segunda dose por alguma contraindicação de momento, mas que após esse impedimento temporário devem completar o esquema vacinal o mais rápido possível.
Prazos para segunda dose
O período recomendado entre a primeira e a segunda dose da AstraZeneca/Oxford é de 8 semanas (56 dias), da Pfizer/Biontech de 21 dias para adultos (acima de 18 anos) e 8 semanas (56 dias) para adolescentes de 12 a 17 anos, e da Coronavac/Butantan entre 21 e 28 dias.
A imunização segue para adolescentes de 12 a 17 anos, com e sem comorbidades, com deficiência permanente, gestantes e puérperas; pessoas com 18 anos ou mais, com e sem comorbidades; grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz num período de até 45 dias) com e sem comorbidades com 18 anos ou mais; pessoas com deficiência permanente, cadastradas ou não no BPC com 18 anos ou mais; pessoas com Síndrome de Down; profissionais da Educação com 18 anos ou mais e profissionais de Saúde, além das segundas doses para os públicos inseridos e dose adicional para pessoas acima de 18 anos, profissionais de Saúde, da Educação e idosos com 60 anos ou mais, que já tenham completado cinco meses da segunda dose, e imunossuprimidos com 18 anos ou mais, após 28 dias da segunda dose.
Prazo para viajantes ao exterior
A Secretaria de Estado da Saúde, conforme orientação do Ministério da Saúde recomenda aos municípios que, em caso de comprovação de agendamento de viagem ao exterior, adotem os seguintes prazos entre a primeira e a segunda dose dos imunizantes:
Pfizer/Biontech: seguir o intervalo de 21 dias para a realização da segunda dose independente da faixa etária (inclusive para adolescentes).
AstraZeneca/Oxford: antecipar o intervalo para no mínimo 28 dias (4 semanas) para a realização da segunda dose.
Coronavac/Butantan: Seguir o intervalo mínimo de 14 a 28 dias para a realização da segunda dose. No caso da pessoa ter tomado as duas doses da vacina e ter como destino países cujos órgãos regulatórios não incluem ainda este imunizante na sua lista de vacinas autorizadas, uma dose adicional de outro imunizante poderá ser administrada, com intervalo mínimo de 28 dias após a segunda dose. É necessário apresentar algum documento comprovando que o país de origem não incluiu o imunizante da Coronavac, até aquele momento, na sua lista de vacinas autorizadas.
A antecipação para viajantes ao exterior, de qualquer imunizante, somente ocorrerá se no ato da vacinação o viajante apresentar comprovação da referida viagem, indicado por meio da passagem por transporte aéreo, terrestre ou portuário.
Em caso de dúvidas gerais sobre a vacinação contra a Covid-19 no Município, a pessoa pode entrar em contato, de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas, pelo telefone 3455.1654.
VÍDEOS: Veja reportagens sobre a pandemia na região de Piracicaba
Veja mais notícias da região no g1 Piracicaba

LEIA TAMBÉM
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Vistos