InícioInternacionalReino Unido restringe viagens à África do Sul após descoberta de nova...

Reino Unido restringe viagens à África do Sul após descoberta de nova variante do coronavírus

Variante apresenta novas mutações na proteína spike, que adere o vírus ao corpo humano, e está sob estudo das autoridades de saúde internacionais. Vacinação na África do Sul continua em patamares baixos, abaixo de 30% da população. Passageiros no aeroporto de Heathrow, em Londres, em fevereiro de 2021
REUTERS/Toby Melville
O governo do Reino Unido colocou a África do Sul e outros cinco países na “lista vermelha” de restrições de viagem pela pandemia de Covid-19. O motivo é a detecção de uma nova variante do coronavírus que tem se mostrado preocupante na região, informou o governo britânico nesta quinta-feira (25). A medida vale a partir da tarde desta sexta (26).
Compartilhe esta notícia no Whatsapp
Compartilhe esta notícia no Telegram
Isso significa que voos comerciais a esses países ficarão temporariamente proibidos, e que viajantes britânicos ou com residência no Reino Unido que estejam voltando dos locais afetados terão de fazer quarentena independentemente do status vacinal.
Os países afetados pela medida, todos na parte sul do continente africano, são:
África do Sul
Namíbia
Lesoto
Botsuana
Eswatini
Zimbábue
A decisão foi tomada depois que um estudo mostrou o crescimento de uma variante do coronavírus SARS-CoV-2, causador da Covid, em países como a Botsuana e a África do Sul. Essa variante tem mais mutações nas proteínas que aderem o vírus às células humanas e se mostrou mais predominante nas regiões afetadas do que a delta, que hoje predomina no mundo inteiro.
LEIA TAMBÉM
Não enviar mais vacinas à África é grande erro, dizem especialistas
Os esforços da Europa para combater a nova onda do coronavírus
Entenda no VÍDEO abaixo como surgem as variantes do coronavírus
Entenda como surgem as variantes dos vírus e por que a Delta preocupa na pandemia de Covid
Embora haja o monitoramento para avaliar se essas novas cepas escapem da imunidade conferida pelas vacinas ou pela infecção prévia, até o momento NÃO há nenhum dado que sinalize um cenário assim.
Por enquanto, essa variante só foi detectada na África do Sul, em Botsuana e em um passageiro de Hong Kong que havia viajado à região. Não há registro dessa forma do vírus no Reino Unido, no Brasil ou em outros países, mas, por precaução, as autoridades britânicas vão monitorar as pessoas que chegaram do território sul-africano nos últimos dias.
Baixa vacinação na África
Os países do sul da África registram vacinação ainda muito baixa e pressionam órgãos internacionais pela distribuição das vacinas. Na África do Sul, por exemplo, nem 30% da população está completamente imunizada contra o coronavírus. Em Botsuana, apenas 20% tomaram as doses necessárias.
Por enquanto, todas as vacinas são eficazes para prevenir a Covid-19 e principalmente os casos mais graves e as mortes pela doença. Além disso, a vacinação evita que novas variantes de preocupação surjam.

LEIA TAMBÉM
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Vistos