InícioPolíticaMoraes determina prisão preventiva do blogueiro Allan dos Santos

Moraes determina prisão preventiva do blogueiro Allan dos Santos

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu a um pedido da Polícia Federal (PF) e determinou a prisão preventiva do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, dono do portal Terça Livre. A decisão foi tomada no dia 5 de outubro – a Procuradoria-Geral da República (PGR) foi contra a prisão. A informação foi inicialmente divulgada pela TV Globo e confirmada pela Jovem Pan.

O magistrado também pediu ao Ministério da Justiça que inicie imediatamente o processo de extradição e inclua o nome de Santos na lista de Difusão Vermelha da Interpol. O blogueiro é investigado pelo Supremo nos inquéritos que apuram a divulgação de notícias falsas e ataques a integrantes da Corte e a atuação de uma milícia digital que atenta contra as instituições do país. O apoiador do presidente Jair Bolsonaro é uma das 66 pessoas cujo indiciamento foi pedido pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid-19. Em seu perfil no Twitter, o emedebista comentou a decisão. “Apoiamos a prisão e a extradição do Allan dos Santos determinada pelo ministro Alexandre de Moraes. É a primeira prisão de um dos indiciados da CPI. Fake News, como sustentamos no relatório, também matou muitos brasileiros”, diz a publicação.

Em um trecho da decisão, o ministro do STF escreve que o blogueiro “deixou o país diante das investigações e na tentativa de continuar atuando”. Moraes também afirma que os canais de Allan dos Santos são usados “como verdadeiro escudo protetivo para a prática de atividades ilícitas, aliado ao fato de ter se ausentado do território nacional durante as investigações, passando a perpetrar suas condutas criminosas dos Estados Unidos da América”.

LEIA TAMBÉM
- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Vistos