CPI: Marconny diz que teve 30 dias de contato ‘por whatsapp’ com a Precisa em negociação de testes rápidos de Covid

Must read

Ele disse que foi sondado para assessorar politicamente a empresa em tratativas com o Ministério da Saúde. O advogado Marconny Albernaz disse à CPI da Covid nesta quarta-feira (15) que teve contato por 30 dias com a empresa Precisa Medicamentos em 2020. As conversas, segundo ele, se deram pelo aplicativo de mensagens whatsapp e se referiam a sondagens que a Precisa fez para ele assessorar politicamente a empresa em tratativas de vendas de testes rápido da Covid para o Ministério da Saúde.
“Nunca me envolvi em compra de vacina. No incio da pandemia fui sondado para assessorar tecnicamente a Precisa. Tinha como objetivo a aquisição de testes rápidos para a detecção da covid-19. Como a concorrência já estava em andamento, não participei da analise do edital, apresentação da proposta. Houve uma mudança na diretriz do MS que optou pela testagem por outros meios, e a aquisição foi cancelada pelo próprio MS. Não houve tratativas, pagamentos de valores, vantagem a mim ou qualquer outra pessoa”, afirmou Marconny.
“Tudo não passou de conversa de whatsapp, que durou aproximadamente 30 dias”, completou.
A CPI investiga suposta atuação na negociação que resultou no contrato bilionário do Ministério da Saúde com a Precisa para a venda de vacina indiana contra a Covid-19. O negócio acabou cancelado por suspeita de irregularidade.
Os senadores também querem ouvir de Albernaz respostas sobre a participação dele na venda ao poder público de testes contra a Covid-19.
Apurações conduzidas pelo Ministério Público Federal compartilhadas com a CPI apontam que ele teria encaminhado mensagens com explicações sobre processo supostamente irregular para aquisição de testes.
À CPI, ele explicou o que seria a “assessoria política” que prestaria para a Precisa.
“Politicamente e tecnicamente. como naquela época a gente estava vivendo uma pandemia, um lockdown, eles precisavam de um parecer técnico de um cenario poltiico, de viabilidade, dentro de uma situação para ver se tinha possibilidade de acontecer tal negócio”, afirmou.
“Eu fazia uma análise de estudo de viabilidade política e técnica política. Como conheço o cenário de Brasília, eu conheço a política de Brasília”, continuou Marconny.

- Advertisement -spot_img

More articles

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisement -spot_img

Latest article